Detran registra 22,3 mil casos de alcoolemia no DF; aumento é de 3% em um ano

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Por Carolina Cruz, G1 DF

Agente manda carro parar em blitz do Detran no Distrito Federal — Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Agente manda carro parar em blitz do Detran no Distrito Federal — Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Um levantamento parcial do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) aponta que foram registrados 22.379 casos de alcoolemia na capital no ano passado. O número representa aumento de 3% em relação ao ano passado, quando houve 21.727 autuações.

Segundo o Detran, o total de autuações envolvendo motoristas que dirigiram após consumo de bebida alcoólica no ano passado “pode ser ainda maior”, já que o órgão está em fase de processamento dos dados.

Em 2018 e 2019, mais de 74% das ocorrências foram de motoristas que se recursaram a realizar o teste do bafômetro. O ato é considerado uma infração, segundo jurisprudência firmada pela Justiça do DF em novembro do ano passado.

O número considera autuações do Detran-DF, do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e da Polícia Militar. Veja a comparação:

Alcoolemia no DF

INFRAÇÃO 2018 2019
Dirigir sob efeito de álcool 5.347 5.662
Recusa do teste do bafômetro 16.380 16.717
Total 21.727 22.379

Punição

Motoristas que se negam a fazer o teste do bafômetro ou que são flagrados dirigindo bêbados estão sujeitos a multa de R$ 2.934,70. Em caso de reincidência, é cobrado o dobro, ou seja, R$ 5.869,40.

Ainda para os dois casos, há recolhimento da habilitação e retenção do veículo. No caso de condutores comprovadamente embriagados, há suspensão do direito de dirigir por 12 meses. O veículo fica retido até a apresentação de condutor habilitado.

Vítimas

Colisão entre ônibus e carro no Recanto das Emas, no DF — Foto: Divulgação/Corpo de BombeirosColisão entre ônibus e carro no Recanto das Emas, no DF — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Colisão entre ônibus e carro no Recanto das Emas, no DF — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

No ano passado, o DF teve diversos casos de acidentes envolvendo motoristas embriagados. Em 30 de dezembro, um homem de 38 anos bateu o carro que dirigia em um ônibus do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) no Recanto das Emas. Segundo a Polícia Civil, um passageiro de 18 anos que estava no carro morreu após ser hospitalizado.

O veículo levava, ainda, um homem de 25 anos. Ele e o motorista ficaram feridos. Já o condutor do ônibus, de 24 anos, ficou ileso.

Outro acidente registrado em julho envolveu um motorista que se recusou a fazer o teste do bafômetro. O homem, de 35 anos, bateu o carro em um poste de iluminação pública na L4 Norte.

Motorista bate carro em poste e se recusa a fazer bafômetro no DF — Foto: PMDF/ DivulgaçãoMotorista bate carro em poste e se recusa a fazer bafômetro no DF — Foto: PMDF/ Divulgação

Motorista bate carro em poste e se recusa a fazer bafômetro no DF — Foto: PMDF/ Divulgação

Segundo a Polícia Militar, o motorista “apresentava sinais de embriaguez”. Ele estava sozinho no carro e não se feriu.

Você também pode querer ler