Campanha Junho Violeta 2019: Ceratocone, doença que afeta a visão

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Ceratocone é uma doença da córnea tipo ectasia, na qual a córnea aumenta sua curvatura de forma irregular e assume formato de cone. Esta alteração causa astigmatismo com irregularidade, o que leva a distorção das imagens e determina limitação para a eficiência das lentes esfero-cilíndricas de óculos. Apesar do ceratocone poder levar a uma acentuada perda de visão, raramente leva a cegueira.

O principal sintoma é o embaçamento e distorção da visão. Em geral, ocorre miopia e astigmatismo, que aumentam levando a uma necessidade de troca freqüente de óculos. Estes deixam de fornecer uma visão adequada devido a irregularidade, de acordo com a progressão da doença. O ceratocone é tipicamente indolor e não inflamatório (não deixa o olho vermelho). Coceira nos olhos é frequente pois há grande associação com alergia ocular. Entretanto, o ceratocone pode ser diagnosticado em fase inicial da doença em pacientes assintomáticos (sem sintomas ou queixas).

Infelizmente, não há maneiras de prevenir o surgimento do ceratocone. Existe associação com fatores hereditários e genéticos, porém ainda não há testes genéticos para diagnóstico da doença.
Sabemos que a progressão da doença está relacionada ao trauma contínuo. Com isso, o hábito de coçar os olhos deve ser evitado, pois é o fator de risco mais bem definido para o aparecimento ou agravamento da doença. O diagnóstico em fases precoces da doença ou a identificação de indivíduos mais susceptíveis (com maior predisposição) é importante para direcionar a orientação para não coçar os olhos e tratar a alergia ocular que pode estar associada.


Fonte: www.tudosobreceratocone.com.br (com adaptações Edição Guará News – Gisele Frazão)

Imagem : Guará News

Você também pode querer ler