Três Poderes articulam políticas para idosos do DF

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Três Poderes articulam políticas para idosos do DF

Governador Ibaneis Rocha recebeu, no Palácio do Buriti, representantes do Judiciário e do Legislativo para tratar o assunto como prioridade

JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
Representantes dos três Poderes discutiram como tornar ainda mais eficiente o cuidado com os idosos da capital | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Cuidar da pessoa idosa com políticas públicas eficientes e articuladas entre todos os setores da sociedade. Esse foi tema de um encontro do governador Ibaneis Rocha com representantes do Judiciário e do Legislativo no Palácio do Buriti, nesta quinta-feira (8). “Por mais dificuldade financeira que se atravesse, algumas coisas são prioridade. A questão dos idosos é uma prioridade”, ressaltou o chefe do Executivo.

Juntos, eles discutiram estratégias, ferramentas e políticas para tornar ainda mais eficiente o cuidado com os idosos da capital. Para inclusão digital e social desse público, o GDF começou a entregar telecentros com equipamentos e cursos de informática básica, navegação de internet e redes sociais. Os pontos já estão em funcionamento em dois endereços do Recanto das Emas (Centro de Artes e Esportes Unificados, o CEU das Artes, e no Centro de Convivência do Idoso), além de outro em Ceilândia (QNR 2).

A previsão é que nas próximas semanas sejam inaugurados mais dois, um na Praça do Cidadão de Ceilândia e outro em São Sebastião. “A ideia é tirar o idoso da ociosidade para que não possa só operar um computador, como tambémsmartphone, ter acesso à internet, criar grupos… Dar uma nova vida a ele. Que possa por meio do programa socializar com outras pessoas”, explicou o subsecretário de Políticas para Idosos da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), Washington Mesquita.

Foram discutidas estratégias, ferramentas e políticas para tornar ainda mais eficiente o cuidado com os idosos da capital | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Do governo do Distrito Federal também esteve presente o titular da Sejus, Gustavo Rocha. Já por parte do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), a 2ª vice-presidente da Corte, desembargadora Ana Maria Duarte, estava acompanha por uma comitiva composta por nomes como a juíza Monize da Silva Freitas Marques, coordenadora da Central Judicial do Idoso do Tribunal.

Pelo Legislativo, a deputada federal Bia Kicis, que foi ao Palácio para cumprir outra agenda, também foi convidada a compor a mesa no Salão Nobre do Buriti.

Ainda compareceram ao encontro o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Idosos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no DF, Mauro Moreira de Oliveira Freitas, e a diretora da Associação Brasileira do Cidadão Sênior (Abracs), Irene Fulgêncio.

“Esse encontro é fantástico. São várias mãos, vários Poderes unidos. Quem vai ganhar com isso é a sociedade como um todo e, principalmente, a pessoa idosa”, enalteceu o subsecretário de Políticas para Idosos. A intenção é que o encontro seja ponto de partida para parcerias, convênios e acordos entre Executivo, Legislativo e Judiciário.

Você também pode querer ler