Secretaria de Comunicação do DF fez palestra para administradores regionais

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Secretaria de Comunicação do DF faz palestra para administradores regionais

Além de pedir unidade na comunicação de governo, adjunta da pasta destacou a necessidade de impessoalidade na divulgação das ações à população

RENATA MOURA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
| Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

O Decreto nº 39.673/2019, que estabelece as normas de aplicação da marca do Governo do Distrito Federal, a impessoalidade na divulgação da atuação das administrações Regionais e campanhas publicitárias de utilidade pública foram alguns dos assuntos abordados nesta sexta-feira (20), durante palestra oferecida pela Secretaria de Comunicação Social (Secom). Destinado exclusivamente aos comandantes das 31 regiões administrativas do DF, o evento integrou o encerramento do curso de Formação e Boas Práticas oferecido pela Escola de Governo (Egov) desde a última segunda-feira (16).

“É uma oportunidade de ouro estarmos aqui reunidos para explicar melhor a importância de termos uma conduta unificada”, declarou a secretária-adjunta de Comunicação, Cláudia Marques.

Segundo Cláudia, a atuação das comunicações das cidades mais próximas à Secom potencializa a divulgação e ainda garante que ela seja feita de forma correta. “A uniformização da comunicação do governo é importante para que possamos ampliar a divulgação das ações, chegando a mais e mais pessoas”, observou.

Claudia destacou ainda a necessidade de as assessorias de comunicação atuarem sempre atentas à impessoalidade. “É um princípio constitucional e precisamos zelar por ele. Não podemos, em hipótese alguma, fazer promoção pessoal. Todos nós estamos aqui para divulgar as ações do Governo do Distrito Federal”, pontuou.

Subsecretária de Publicidade e Propaganda, Núbia Santos alertou ainda para uma outra preocupação do governo. “Precisamos mensurar melhor os resultados das nossas campanhas e, para isso acontecer, unidade é fundamental”, afirmou, ao destacar ações publicitárias que tiveram interferência com a concorrência de outras publicidades desenvolvidas sem conhecimento da Secom.

Entre os casos citados, Núbia destacou a campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos. “Sabemos que a intenção é boa quando outra arte é desenvolvida. Mas quando tudo está nas redes, a gente não consegue saber se a campanha oficial atingiu seu objetivo”, acrescentou.

Para ajudar a esclarecer as dúvidas, a Secom distribuiu cartilha informativa que destaca o princípio da impessoalidade do agente público.

Programação

O curso da Escola de Governo, direcionado para administradores regionais, contemplou assuntos com mais dificuldade, por parte dos gestores, no dia a dia das cidades. Entre eles, temas relacionados a liderança, gestão de pessoas, licitações, orçamento, contratações e folha de pagamento.

“O curso é fruto de uma demanda dos próprios administradores. Tudo que tivemos aqui nesses cinco dias foi um pedido deles”, explicou o diretor da Escola de Governo, Alex Costa. Ele conta que o curso está em sua segunda edição, mas terá de ser ampliado até o final do ano.

“Vamos fazer pelo menos mais um nesse ano, porque temos outras demandas deles para atender”, arrematou.

Conheça todos os temas abordados:

– liderança e gestão de equipes;
– folha de pagamento;
– planejamento e orçamento;
– contratação pública;
– gestão e fiscalização;
– processo disciplinar;
– case: Administração Regional do Plano Piloto;
– gestão e modelagem
– gestão de parques públicos;
– comunicação pública e impessoalidade.

Adaptações:

Alexandre Torres

Guará News

Você também pode querer ler