Maior alta foi no DF. Cesta básica na capital federal em setembro é campeã, aponta pesquisa

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Por Pedro Alves, G1 DF

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Produtos na Ceasa-DF — Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Produtos na Ceasa-DF — Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Brasília registrou a maior alta do país no preço da cesta básica em setembro. Segundo uma pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o valor passou de R$ 594,59, em agosto, para R$ 617,65, no mês passado. A alta é de 3,38%.

No acumulado dos últimos 12 meses, a subida no preço da cesta básica é ainda maior e também a mais alta do país: 38,56%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (6).

Impacto para o trabalhador

 

O levantamento do Dieese avalia os preços de 13 itens de alimentação, considerados básicos na dieta de uma pessoa adulta. A entidade analisa dados de 17 capitais.

Segundo a pesquisa, a cesta básica em Brasília é a sétima mais cara do país. Em agosto, a capital ocupava a oitava posição.

Em média, a população do DF precisa trabalhar 123 horas e 32 minutospara adquirir os produtos. O índice é maior que a média nacional, de 115 horas e 2 minutos. O estudo aponta ainda que só a cesta básica representa 60,7% do salário mínimo.

Mais caro e mais barato

 

Dos 13 produtos analisados pelo Dieese, nove ficaram mais caros em Brasília, entre agosto e setembro. Os demais tiveram queda de preço (veja tabela completa abaixo).

Entre as maiores altas está a da batata, que teve reajuste de 15,89%. No caso do açúcar, que subiu 9,58%, o Dieese afirma que “o principal fator de alta nos preços do varejo foi a oferta restrita de cana-de-açúcar, por causa do clima seco e da falta de chuvas”.

Já para o café, que ficou 10,03% mais caro, “a valorização do dólar em relação ao real, os problemas causados pelo clima seco e a maior demanda interna e externa pelo grão foram os fatores que explicaram o aumento do preço”, segundo o Dieese.

Confira abaixo detalhes sobre os itens analisados na pesquisa:

Análise do preço da cesta básica em Brasília

Produto Preço médio em setembro Variação em relação a agosto
Carne (6 quilos) R$ 242,28 Alta de 3,88%
Leite (7,5 litros) R$ 37,95 Alta de 1,8%
Feijão (4,5 quilos) R$ 33,39 Queda de 1,33%
Arroz (3 quilos) R$ 14,85 Queda de 1,39%
Farinha (1,5 quilo) R$ 6,44 Queda de 1,83%
Batata (6 quilos) R$ 26,70 Alta de 15,89%
Tomate (9 quilos) R$ 54,90 Alta de 8,73%
Pão (6 quilos) R$ 82,80 Alta de 2,53%
Café (600 gramas) R$ 17,01 Alta de 10,03%
Banana (7,5 dúzias) R$ 48,45 Alta de 14,32%
Açúcar (3 quilos) R$ 10,29 Alta de 9,58%
Óleo (900 ml) R$ 7,93 Alta de 1,54%
Manteiga (750 gramas) R$ 34,66 Queda de 2,59%

Você também pode querer ler