Junta Comercial auxilia RA’s na abertura de empresas

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Junta Comercial auxilia RA’s na abertura de empresas

A autarquia quer descobrir as dificuldad

es de cada localidade em relação ao registro e licenciamento de empreendimentos

AGÊNCIA BRASÍLIA *

Uma das missões que a Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis.DF) recebeu quando veio para a gestão do governo local foi melhorar e agilizar o processo de abertura de empreendimentos na capital do país. Em menos de seis meses, todos os serviços da autarquia foram digitalizados, reduzindo o tempo de análise de, em média, um mês para menos de três horas. Agora começa outra etapa: auxiliar no aprimoramento e padronização da entrega nas administrações.

Nesta quarta-feira (5), o vice-presidente João Vicente Feijão, a coordenadora de Integração, Juliana Dato, e o gerente de Inovação Tecnológica, Rafael Linhares, começaram o trabalho de visitar as administrações para conhecer os problemas em cada cidade em relação ao sistema de registro e licenciamento de empresas (Sistema Integrar), que agora está sob a gestão da autarquia. A ideia é levantar todas as demandas e elaborar soluções gerais.

“Vamos entender as dificuldades que cada região enfrenta para podermos melhorar o sistema e facilitar a jornada do empreendedor”, afirmou Juliana. Hoje, as conversas envolveram representantes de Planaltina, Sobradinho I e Sobradinho II.

No encontro com o administrador de Planaltina, Gilson Amorim Sobrinho, e o servidor Sérgio Túlio, atualmente responsável pela área de licenciamento de empresas, os representantes da Jucis.DF ouviram as principais dificuldades na região administrativa, como a indicação de endereços, pois a região envolve áreas urbanas e rurais. “Esse alinhamento das administrações com a Junta Comercial é muito importante, pois essa aproximação só irá somar e dar mais agilidade na abertura de empresas”, reforçou o administrador.

Em Sobradinho I, também foram apontadas dificuldades em relação ao preenchimento do campo de endereços no sistema. “É muito bom esse contato de vocês, pois também temos esse interesse em melhorar e agilizar o deferimento da viabilidade de novos negócios”, ressaltou o chefe de gabinete da Administração Regional de Sobradinho I, Cícero Lima.

Problemas em relação ao ordenamento territorial foram apontados pelos servidores da Administração Regional de Sobradinho II. “A administração é uma ponta do processo, pois estamos em contato com o pequeno e o grande empresário. Então ouvimos todas as reclamações deles, inclusive sobre a divulgação sobre como fazer o registro”, disse o chefe de gabinete, Joaquim Dutra.

* Com informações da Junta Comercial

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Você também pode querer ler