Governança é tema de palestra para servidores da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Apresentação do ministro Augusto Nardes faz parte do Acordo de Cooperação Técnica entre GDF e TCU

*AGÊNCIA BRASÍLIA
Secretário de Saúde do DF enaltece a importância da parceria firmada entre o GDF e TCU no início do governo. Foto: Mariana Raphael / SESDF

 

Com o tema “Governança pública para transformar o Brasil – alavancar a produtividade e a competitividade do país”, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes falou durante cerca de 2 horas na tarde desta segunda-feira (24) aos servidores da rede pública de Saúde do Distrito Federal.

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, abriu o evento enaltecendo a importância da parceria firmada entre o GDF e TCU no início do governo.

“Porque não tem governança. Temos que instalar a governança em todo o Brasil, temos que competir com outras nações. São 15 milhões de servidores públicos em todo país que precisamos sensibilizar. E a governança que queremos implantar no Distrito Federal tem de ser exemplo para todo o Brasil”Augusto Nardes, ministro do TCU

“Por meio da interlocução da secretaria de Governança com o Tribunal, hoje temos aqui todo esse conhecimento sobre o tema. É um momento de aprendizado com o ministro Nardes, que palestra sobre governança em vários países”, ressaltou.

Okumoto também comentou sobre a primeira reunião do Comitê Interno de Governança Pública da Saúde, realizada no início de junho, e sobre o Conselho Permanente de Políticas Públicas, do qual também faz parte.

“Através das reuniões estamos buscando essas capilaridades para termos mais condição de oferecer o melhor para a população”, acrescentou.

Governança e Gestão

O ministro iniciou a palestra fazendo uma pesquisa online com o público presente para saber qual era o entendimento das pessoas sobre o tema. Quando perguntou se governança e gestão são sinônimos, 35% responderam que sim.

“A governança tem capacidade de liderar, enxergar o todo, o conjunto, como organizar isso. É uma visão macro. Já a gestão é planejar, agir, executar. Portanto, não podemos confundir governança com gestão. Não são sinônimos”, explicou Nardes.

Para mostrar o que é governança e sua importância, o ministro usou como exemplo o Japão. “O país saiu das cinzas em 1945 após segunda guerra mundial e se transformou na maior potência. Hoje comanda a robótica, a inteligência artificial. Como conseguiu? Através de liderança, estratégia e controle, que são os pilares da boa governança.”

Nardes foi além e contestou o fato de o Brasil não evoluir, não conseguir se organizar e, consequentemente, não sair da mesmice.

“Porque não tem governança. Temos que instalar a governança em todo o Brasil, temos que competir com outras nações. São 15 milhões de servidores públicos em todo país que precisamos sensibilizar. E a governança que queremos implantar no Distrito Federal tem de ser exemplo para todo o Brasil”Augusto Nardes

A secretária executiva de Governança e Compliance, Cristiane Nardes, também presente no auditório da Secretaria de Saúde, falou sobre o comprometimento dos secretários em relação à disseminação das boas práticas de gestão nas pastas. Ela destacou ainda o apoio recebido desde o início da gestão.

“Fazer governança é um desafio e o governador Ibaneis Rocha é um grande patrocinador, mostrou sua preocupação com o tema desde a transição ao criar a secretaria executiva de Governança e Compliance e instituir a Política de Governança e Compliance no âmbito da administração pública, autárquica e fundacional do DF. Esse governo que fazer a diferença”, observou a secretária.

*Com informações da Secretaria Executiva de Governança e Compliance do Distrito Federal

Você também pode querer ler