Operação Trânsito Livre: quatro são presos e polícia faz buscas no DER

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Operação Trânsito Livre: quatro são presos e polícia faz buscas no DER

Segundo MPDFT, um dos suspeitos acessava dados de condutores multados por meio do sistema do DER e repassava para os demais integrantes do grupo cobrar propina do motorista

Quatro pessoas são presas em operação que investiga cobrança de propina para liberar multas do DER(foto: Divulgação)

Quatro pessoas foram presas preventivamente na manhã desta segunda-feira (23/9) na terceira fase da Operação Trânsito Livre. Também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, um no 3º distrito rodoviário do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e outro na residência de um dos suspeitos. A investigação é conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (GAECO/MPDFT) e teve apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar.

De acordo com o MPDFT, o envolvimento de um dos presos desta manhã foi descoberto após a análise dos materiais apreendidos nas fases anteriores da investigação. De acordo com o MP, a participação desta pessoa consiste em fornecer a 1ª via dos autos de infração para que os demais integrantes abordem os infratores e passem a solicitar o pagamento de propina para que tal infração não seja inserida no sistema. O grupo também prometia devolver a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida durante a blitz.
Segundo MPDFT, uma das pessoas presas é suspeita de acessar os dados do condutor no sistema do DER e fornecer para outros integrantes fazer o contato e pedir propina(foto: Divulgação)
Ainda segundo o MPDFT, esse integrante do grupo acessava os sistemas do DER e fornecia os números telefônicos, viabilizando, assim, o contato com os condutores autuados. As investigações continuam para descobrir se há outros servidores envolvidos no crime e também para localizar condutores que participaram do esquema.
A primeira fase da operação Trânsito Livre foi em 28 de agosto deste ano. Naquele dia, três pessoas foram detidas, entre elas um servidor do DER. Com apoio da Polícia Rodoviária Federal, foram apreendidos documentos e equipamentos no edifício sede da autarquia e nas residências dos presos.
Fonte: Correio Braziliense
Adaptações; Alexandre Torres
Guará News

Você também pode querer ler