Valor de R$ 408,00 é aprovado pela CLDF para auxílio no período de pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
CLDF aprova Refis 2020 em primeiro turno

Por G1 DF

 


Fachada da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) — Foto: Marília Marques/G1

Fachada da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) — Foto: Marília Marques/G1

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou em segundo turno, nesta terça-feira (23), um projeto de lei que prevê a retomada do auxílio de R$ 408 concedido pelo governo do DF a famílias de baixa renda durante a pandemia de Covid-19. O benefício foi repassado por três meses, no ano passado.

Para valer, a proposta de autoria do deputado distrital Fábio Felix (Psol) precisa ser sancionada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). O texto prevê a vigência do auxílio até dezembro de 2021 ou enquanto durarem os efeitos da pandemia. Não há previsão do impacto da medida no orçamento.

Segundo a proposta, devem receber o benefício famílias com renda per capita de até meio salário mínimo ou rendimento total de até três salários mínimos. Ainda de acordo com o texto, os interessados precisam estar inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal para programas sociais ou na Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedes-DF).

O novo projeto também tem uma diferença em relação ao implementado no ano passado. Desta vez, o texto prevê que os beneficiários possam receber o auxílio “independentemente do recebimento de outros benefícios socioassistenciais ou previdenciários e não será computado como renda para fins de acesso a esses benefícios”.

No benefício de 2020, só podiam receber os R$ 408 famílias que não estavam inscritas em outros programas sociais federais ou do GDF, como Bolsa Família, DF Sem Miséria, Bolsa Alfa, Benefício de Prestação Continuada ou o Auxílio Emergencial do governo federal.

Ao justificar o projeto, o deputado Fábio Felix afirma que “é flagrante o agravamento das condições de vida da população em situação de vulnerabilidade social e pobreza”.

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Você também pode querer ler