Leitos estão se esgotando no DF. Apenas um leito de UTI adulto disponível na rede pública nesta sexta

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Por G1 DF

 


Leitos de UTI na rede pública do Distrito Federal  — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Leitos de UTI na rede pública do Distrito Federal — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Alguns minutos depois, surgiu um novo leito livre, no Hospital Regional de Samambaia (HRSam). Ao todo, o site afirma que há 180 vagas de UTI na rede pública da capital. Até pouco antes das 17h, 165 estavam ocupadas e 11, bloqueadas. Além das duas vagas para adultos, havia duas pediátricas. A taxa de ocupação era de 98,8%.

Sistema aponta apenas um leito de UTI adulto disponível na rede pública do DF — Foto: SES-DF/Reprodução

Sistema aponta apenas um leito de UTI adulto disponível na rede pública do DF — Foto: SES-DF/Reprodução

Ainda de acordo com os sistemas do GDF, 23 pessoas com Covid-19 aguardavam por um leito de UTI na rede pública. Outras seis esperavam por transferência para uma das vagas.

Já na rede particular, havia, até as 14h10, 29 leitos livres, de um total de 216. Outros quatro estavam bloqueados. A taxa de ocupação chegava a 86,2%.

 A pasta não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem. No sistema, está previsto o desbloqueio de sete leitos, no domingo (28).

Restrições

 

Com o aumento de casos e da taxa de ocupação de leitos de UTI nos próximos dias, o governo do DF anunciou uma série de restrições em comércio e serviços. Inicialmente, a ideia era iniciar as medidas na segunda-feira, mas o plano foi antecipado, segundo o Executivo local, e as novas regras começam a valer já à 0h de sábado (27).

De acordo com o GDF, todos os serviços e comércio não essenciais devem ficar fechados ao longo do dia. O governo local afirma que mais detalhes sobre as restrições serão divulgados ainda nesta sexta, com a publicação de um novo decreto.

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Você também pode querer ler