Estado de alerta e atenção! falta luz em vários locais do DF, na QE 40 do Guará, chove e cai a energia elétrica u

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Estado de alerta: Céu escurece e registra fortes chuvas em diversas áreas

Às 8h, a velocidade do vento estava em 27km/h, mas podem chegar a 60km/h ao longo do dia, segundo o Inmet

Comerciantes e moradores da QE 40 do Guará sofrem com sequencias de queda de luz no Pólo de Moda o comércio para, madeireiras, padarias, super mercados, restaurantes e vários outros estabelecimentos ficam sem energia elétrica e não conseguem trabalhar, os moradores então, um problema crônico no local.


Chuva causa transtorno em diversas regiões do DF(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

Esplanada dos Ministérios, centro de Brasília,  Guará, Vicente Pires, SIA, Sobradinho, Paranoá, Setor de Embaixadas Sul e Paranoá. O número representa 17,3% de clientes da Companhia Energética de Brasília (CEB).

“A atuação do sistema de proteção elétrica ocasionou a abertura de várias linhas de 138kV. Com isso, por volta das 7h50, diversas subestações da CEB deixaram de funcionar temporariamente. Nossas equipes de operação realizaram os procedimentos e, entre 8h40 e 9h12, as subestações foram religadas. No momento, verificamos se ainda existem circuitos elétricos desligados para que as equipes de plantão possam atuar”, ressaltou a empresa, em nota, por volta das 11h.

O dia amanheceu nublado e, por volta das 8h30, o que se via era um céu escuro e cinzento. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de chuva e trovoadas nesta quinta-feira (7/11). A expectativa era de que elas viessem com mais força no fim da tarde, porém os fortes ventos e as precipitações pegaram muitos de surpresa no período da manhã.

A meteorologista Naiane Araújo explica que o tempo está bem instável. “A nebulosidade se potencializou. É uma área de instabilidade que se intensificou e veio do Norte atingindo o DF”, detalha. Ela afirma que a intensidade da chuva pode variar durante o dia e de acordo com a região.
A especialista afirma ainda que o último registro feito pelo Inmet constatou ventos em uma velocidade de 27km/h. Uma outra medição deve ser feita às 9h. Naiane explica que o DF está em sinal de atenção e que os ventos podem chegar a 60km/h, e chover de 20 a 30mm por hora.
Essas condições de tempo afetaram o trânsito. Na BR-040, sentido Plano Piloto, poucos motoristas se arriscam a enfrentar o trânsito. Dezenas de carros estão estacionados no acostamento, aguardando as precipitações cessarem para prosseguir. Apesar das intensas chuvas, não há formação de congestionamento entre a saída do Gama e o Park Way.

Alerta da Defesa Civil

A Defesa Civil emitiu, por volta de 8h50, um sinal de alerta de chuvas intensas com ventos fortes e raios para todo o DF. “Alerta de chuvas intensas com ventos fortes e raios, procure abrigo em local seguro, evite trafegar em locais alagados, duvidas ligue 199 ou 193”, informou a nota.

Alagamentos e queda de energia

Dona do carro lamentou o prejuízo, mas se preocupou primeiro com a segurança(foto: Reprodução )

Correio recebeu informações de leitores de que diversos estacionamentos registram alagamentos. Na 511 Norte, por exemplo, fotos mostram a água encobrindo metade dos carros. A consultora de turismo Jaqueline Costa, 27 anos, teve o veículo, o Volkswagen Gol branco que aparece na foto, submerso. Ela conta que estava indo para o trabalho quando se deparou com a enchente.

“Quando percebi já estava no meio dela. Começou a entrar água no carro, fiquei com medo de não conseguir mais sair, deixei o carro lá e fui me abrigar”, conta. A condutora afirma que perdeu a parte elétrica do carro e que está aguardando o motor secar para saber se ele ainda vai funcionar. “Com certeza vai ser um grande prejuízo”, lamenta.
População também encontrou placas caídas com a força do vento e da chuva(foto: Reprodução )

Na Rodoviária de Brasília, passageiros do Metrô relataram inundações na Estação Central. Regiões como o Guará II ainda tiveram queda de energia. O Corpo de Bombeiros informou que está sem acesso ao sistema de ocorrências, pois várias unidades da corporação estão em regiões sem energia.

Adaptações:
Alexandre Torres
Guará News

Você também pode querer ler