DF lidera o ranking. UTIs: 16 estados e o DF têm taxa de ocupação de leitos acima de 80%

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Governo de SP determina que hospitais mantenham leitos para atendimento de pacientes com covid 19

Com mais de 96% das vagas preenchidas, DF, Roraima e Rio Grande do Sul são as unidades federativas que estão mais perto do colapso

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Reprodução/Twitter
Ao contrário do que muitos imaginavam, mesmo com a chegada das vacinas ao país, a pandemia de coronavírus não deu trégua. Em 17 unidades da Federação, a taxa de ocupação de leitos nas unidades de terapia intensiva (UTIs) está acima de 80%, beirando a lotação máxima. A situação é caótica e tem levado governadores a implementar medidas rígidas nos estados.

Com 97,4% das vagas ocupadas nas UTIs, o Distrito Federal lidera o ranking. Os dados foram coletados às 23h45 de domingo (28/2) e podem sofrer alterações nas próximas horas. Por causa do colapso no sistema de saúde, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), resolveu decretar lockdown. Com isso, apenas serviços essenciais estão funcionando na capital da República.

Roraima tem a segunda maior taxa de ocupação de leitos, chegando a 96,4%. O último registro da Secretaria de Saúde do estado mostrou 82.049 casos de infectados e 1.100 mortes decorrentes da Covid-19.

Rio Grande do Sul e Goiás são as unidades federativas que mais necessitam de leitos – com taxa de ocupação de 96,4% e 96,3%, respectivamente. São Paulo e Rio de Janeiro, localidades com maior circulação de pessoas, estão em situação menos alarmante: os percentuais são de 73,2% e 63,3%.

O levantamento foi feito pelo Metrópoles, tendo como base os dados divulgados pelas secretarias de Saúde dos estados. Vale ressaltar que Amapá e Minas Gerais não distinguem os leitos de UTI dos demais. E algumas pastas tratam leitos de unidades semi-intensivas como UTI, o que pode causar distorções nos números finais.

Veja a taxa de ocupação de leitos em cada unidade da Federação:

  • DF – 97,4%
  • RO – 96,4%
  • RS – 96,4%
  • GO – 96,3%
  • PR – 96%
  • PE – 92%
  • SC – 91,45%
  • CE – 91,35%
  • AM – 90,91%
  • AC – 89,6%
  • MS – 89%
  • MT – 88,96%
  • TO – 87%
  • BA – 85%
  • PA – 83,79%
  • RN – 82,2%
  • MA – 80,85%
  • RR – 79%
  • PI – 79,9%
  • SP – 73,2%
  • MG – 73,55%
  • ES – 72,77%
  • AL – 67%
  • PB – 69%
  • RJ – 63,6%
  • SE – 62,4%
  • AP – 61,98%

 

Você também pode querer ler