Home / Cidades / Números aceleram e vejam, 61% das vítimas no DF moravam em regiões de média e baixa renda
Últimas Notícias

Números aceleram e vejam, 61% das vítimas no DF moravam em regiões de média e baixa renda

Por Carolina Cruz, G1 DF


Caixa d'água de Ceilândia, um dos símbolos da região — Foto: Gabriela Berrogain/G1

Caixa d’água de Ceilândia, um dos símbolos da região — Foto: Gabriela Berrogain/G1

Apesar do avanço no número de casos e mortes da Covid-19 nas regiões mais pobres, os dois grupos de maior renda do DF, somados, ainda concentram a maior parte dos diagnósticos confirmados da doença. São 9.780 infectados na capital, sendo 4.147 na na áreas mais nobres e 3.563 nas regiões mais pobres.

Os grupos de renda foram separados com base na mais recente Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad), de 2018, realizada pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (veja dados por região abaixo):

Mortes por Covid-19 no DF
Dados registrados até 31 de maio
60609696Renda alta e média-altaRenda média-baixa e baixa0100255075125
Fonte: Secretaria de Saúde do Distrito Federal

Considerando o numero de infectados já confirmados por região, a taxa de letalidade da Covid-19 nas regiões de alta e média-alta é de 1,6%, enquanto que nas regiões de média-baixa e baixa renda sobe para 2,6%.

Renda alta

Média domiciliar de R$ 15.622

1.550 infectados e 19 mortes

  • Plano Piloto: 884 casos e 10 mortes
  • Sudoeste/Octogonal: 166 casos e 3 mortes
  • Lago Sul: 2 casos e 194 mortes
  • Jardim Botânico: 111 casos e uma morte
  • Lago Norte: 124 casos e uma morte
  • Park Way: 71 casos e 1 morte

Renda média-alta

Média domiciliar de R$ 7.266
2.597 infectados e 41 mortes

  • Águas Claras (inclui Arniqueira): 454 casos e 10 mortes
  • Guará: 372 casos e 10 mortes
  • Cruzeiro: 95 casos, sem mortes
  • Taguatinga: 654 casos e 7 mortes
  • Gama: 413 casos e 6 mortes
  • Sobradinho I: 313 casos e 4 mortes
  • Núcleo Bandeirante: 90 casos e 2 mortes
  • Candangolândia: 37 casos e uma morte
  • Sobradinho II: 48 casos, sem mortes

Renda média-baixa

Renda domiciliar média de R$ 3.101
2.908 infectados e 81 mortes

  • Ceilândia (inclui Sol Nascente): 1.033 casos e 34 mortes
  • Samambaia: 628 casos e 23 mortes
  • Santa Maria: 628 casos e 23 mortes
  • Planaltina: 398 casos e 6 mortes
  • Riacho Fundo I: 141 casos e 5 mortes
  • São Sebastião: 227 casos e 3 mortes
  • Brazlândia: 133 casos e 3 mortes
  • Riacho Fundo II: 49 casos e uma morte
  • SIA: 4 casos, sem mortes

    Renda baixa

    Renda domiciliar média de R$ 2.472
    655 infectados e 15 mortes

    • Recanto das Emas: 203 casos, 10 mortes
    • SCIA–Estrutural: 163 casos e 3 mortes
    • Paranoá: 220 casos e uma morte
    • Itapoã: 53 casos, sem mortes
    • Fercal: 11 casos, sem mortes
    • Varjão: 5 casos, sem morte

    Até a noite de domingo, a Secretaria de Saúde ainda não havia computado a localidade de residência de 338 dos infectados. Há ainda outros 759 casos confirmados de coronavírus entre detentos, com uma morte registrada no Complexo Penitenciário da Papuda.

    Vítimas

    No último mês, foram confirmadas 127 mortes de infectados pelo coronavírus. Eram 30 vítimas até o final de abril e o DF finalizou o mês de maio com 157 óbitos

    A maior parte das mortes são homens (55,9%), com total de 95 vidas perdidas. Houve 75 vítimas mulheres (44%).

    Até a última atualização desta reportagem, 12% dos óbitos são de pessoas que não tinham comorbidades – outras doenças que podem agravar o quadro clínico.

    Entre as pessoas que morreram por Covid-19, há dois profissionais da segurança pública e três na área da saúde.

    Adaptações: Alexandre Torres

    Guará News

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*