Home / Cidades / Em tempos de pandemia, festas juninas no DF têm quadrilha a distância e delivery
Últimas Notícias

Em tempos de pandemia, festas juninas no DF têm quadrilha a distância e delivery

Em tempos de pandemia, festas juninas no DF têm quadrilha a distância e delivery

Por Larissa Passos, G1 DF

Adaptações: Alexandre Torres

Guará News

Grupo de quadrilha Bagaço da Cana se apresentando em Ceilândia, no DF — Foto: Adriano Brito/Bagaço da Cana

Grupo de quadrilha Bagaço da Cana se apresentando em Ceilândia, no DF — Foto: Adriano Brito/Bagaço da Cana

O grupo de quadrilha “Bagaço da Cana”, que representa a Paróquia Ressurreição, de Ceilândia, decidiu fazer uma live no próximo sábado (30). Segundo o coordenador da equipe Matheus Gomes, eles estavam ensaiando desde janeiro para as apresentações presenciais, com a festa adiada, graças a tecnologia, vai ter quadrilha virtual.

“Mobilizei a banda e disse, vamos colocar vocês ao vivo e vão cantar. E a gente faz os dançarinos se vestirem em casa, se maquiarem e dançar conosco.”

O mesmo acontece com quem é conhecido no Distrito Federal pelas comidas típicas de São João. Com as aglomerações proibidas, tem quituteiras recebendo encomendas para entregar, em casa. O cardápio envolve canjica, caldos, paçoca e tudo aquilo que os apaixonados não querem deixar de lado, mesmo em isolamento (veja mais abaixo).

Banda da quadrilha junina Bagaço da Cana, no DF, imagem em arquivo — Foto: Matheus Gomes/Arquivo Pessoal

Banda da quadrilha junina Bagaço da Cana, no DF, imagem em arquivo — Foto: Matheus Gomes/Arquivo Pessoal

‘Tristeza pra longe’

Segundo Matheus Gomes, a equipe de quadrilha estava bem abalada com a ausência da festa de São João. “Pra gente, que é quadrilheiro, é muito complicado ficar sem se apresentar e encantar o público com aquilo que preparamos durante o ano inteiro”, afirma.

A saída foi promover atividades motivacionais, para não deixar cair “o amor pelo movimento junino”, assegura Matheus”. Segundo ele, com a decisão de fazer a live, todos estão empolgados.

“Vamos dançar, cada um da sua casa, as músicas que marcaram nossos últimos quatro anos de arraiais.”

Grupo de quadrilha junina Bagaço da Cana se apresentando em Ceilândia, no DF — Foto: Adriano Brito/Bagaço da Cana

Grupo de quadrilha junina Bagaço da Cana se apresentando em Ceilândia, no DF — Foto: Adriano Brito/Bagaço da Cana

Na apresentação do dia 30 de maio, uma campanha para arrecadar cestas básicas vai acontecer, junto com a festa. “Durante todo ano a gente faz doações de alimentos e roupas pra nossa comunidade”, explica.

O grupo “Junina Formiga da Roça”, de São Sebastião, também começou os ensaios no mês de janeiro. Mas, com o avanço do coronavírus, os 120 integrantes passaram a treinar cada um em sua casa (veja vídeo acima).

De acordo com o coordenador da quadrilha Patrese Ricardo da Siva, a iniciativa de fazer os ensaios a distância partiu dos membros do grupo. Segundo ele, os coreógrafos mandam as coreografias e os dançarinos se desdobram para acertar o passo.

“Estamos ensaiando virtualmente para quando tudo isso passar estarmos prontos pra levar alegria onde estivermos dançando.”

Segundo Patrese, o grupo está pensando em aderir às lives, no entanto, ainda não há uma data definida para isso acontecer.

‘Festa junina em casa’

Para não passar em branco a festança do mês de junho, a Paróquia Nossa Senhora do Lago decidiu realizar no dia 7 de junho, a primeira festa junina online, denominada de “Festa Junina em Casa”. O evento começa a partir das 19h.

Segundo os organizadores, a igreja vai fazer um arraial gratuito com direito a missa, show de forró, concurso de traje caipira, comes e bebes por delivey e bingo. O interessado em participar dessa festa deve entrar no site do “acesso ingresso”.

Arraial delivery

Chocolate quente feito pela chef Ana Claudia Morale para festas juninas por delivery — Foto: Chef Ana Claudia Morale

Chocolate quente feito pela chef Ana Claudia Morale para festas juninas por delivery — Foto: Chef Ana Claudia Morale

Para as pessoas que querem comemorar a festa junina dentro de casa, diversos estabelecimentos da capital já estão aderindo à entrega de comidas típicas por delivery. É o caso da chef de cozinha Ana Cláudia Morale (veja mais informações abaixo).

Ela contou ao G1 que sempre fez parte de festas juninas do condomínio onde mora. A ideia de fazer entrega de comidas surgiu da preocupação dos vizinhos, amigos e clientes não encontrarem o seu famoso chocolate quente.

“Eu só o faço nesse período e eles começaram a me indagar. A internet tem trazido a pergunta há vários meses – terá festa junina? Aqui vai ter, sim.”

Para a chef de cozinha, assim como teve Páscoa e Dia das Mães, as festividades juninas não poderiam ficar de fora.

Canjica para festas juninas feita pela chef Ana Claudia Morale — Foto: Chef Ana Claudia Morale

Canjica para festas juninas feita pela chef Ana Claudia Morale — Foto: Chef Ana Claudia Morale

Ana Cláudia diz que já separou os itens preferidos dos clientes e montou em caixas nas versões Maria Bonita, com doces, e Lampião, com salgados. “Na crise, buscamos oportunidades de nos reinventar e com isso veio a pegada do delivery”, explica.

“Através do projeto eu consigo me manter ativa, trabalhando. Atendo os anseios dos meus clientes e não deixo uma série de profissionais e fornecedores que fazem a minha cadeia de trabalho na mão.”

A chef explica que as encomendas podem ser feitas pelo telefone (61) 98203-1526. Já as entregas são realizadas no Lago Norte, Lago Sul, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Sudoeste, Guará e Águas Claras.

Delivery de mãe e filha

Raiane Vieira, de 23 anos ao lado de sua mãe Eleusa Lucia Vieira, de 56 anos — Foto: Raiane Vieira/Arquivo pessoal

Raiane Vieira, de 23 anos ao lado de sua mãe Eleusa Lucia Vieira, de 56 anos — Foto: Raiane Vieira/Arquivo pessoal

Outro caso de delivery de comidas de festa junina é o da estudante de gestão de agronegócios Raiane Vieira. Ao lado da mãe, Eleusa Lucia Vieira, ela aproveita que as aulas na Universidade de Brasília (UnB) estão suspensas para investir no trabalho.

Raiane conta que antes da pandemia do coronavírus elas trabalhavam em festas juninas de órgãos públicos. Com o distanciamento social, alguns grupos reclamaram que não iriam saborear os pratos de festa junina. Foi então, que mãe e filha decidiram adotar entrega por delivery e criaram o “Arraial de Casa”.

“Temos experiência, melhoramos a renda e levamos esse clima bom para as famílias.”

Comidas de festas juninas por delivey do "Arraial de Casa", no DF — Foto: Raiane Vieira/Arraial de Casa

Comidas de festas juninas por delivey do “Arraial de Casa”, no DF — Foto: Raiane Vieira/Arraial de Casa

Lives de quadrilhas juninas

Delivery junino

  • Ana Cláudia Morale
    Encomendas por telefone: (61) 98203-1526
    Entregas: Lago Norte, Lago Sul, Asa Norte, Asa Sul, Cruzeiro, Sudoeste, Guará e Águas Claras
  • Raiane e Eleusa Lucia Vieira
    Encomendas por telefone: (61) 99692-9167
    Entregas: em todo DF

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*